A importância de ser um ótimo exemplo de cristão PDF Imprimir E-mail
Mais do que falar do evangelho é imprescindível que vivamos o evangelho.

 

As Sagrada Escrituras nos mostram que mais do que mensageiros de Deus, precisamos ser a carta viva de Deus para os homens.

Através disso, é necessário ressaltar a todo cristão a necessidade e importância do testemunho cristão. Em muitas passagens o Senhor nos mostra o quanto é necessário que nossos testemunhos de vida sejam excelentes.

Testemunho é a declaração de uma testemunha e também é um ensino divino dado por Deus. Da mesma forma que o testemunho é declaração de alguém que viu e ouviu, ou seja, a experiência relatada de alguém ou algo, somos em Cristo como que uma carta para Deus a este mundo, escrita pelo Espírito de Deus.

O apóstolo Paulo declara:

Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração” (2 Co 3:3).

Paulo estava dizendo que a maior carta de recomendação de um crente é o seu testemunho cristão.

Existem muitas igrejas que usam-se de uma carta de recomendação para receber a nova membresia, porém o que muitas cartas de recomendação talvez não possuam é a veracidade dos fatos de uma pessoa, assemelhando-se assim a muitos desses currículos adulterados que as empresas recebem.

O apóstolo Paulo dizia que ele não mercadejava a palavra de Deus, ou seja, falsificava como muitos “mestres” da Lei o faziam. Ele dizia que em Cristo é que ele falava, na sua presença, com sinceridade e com devida propriedade. (2 Co 2:17).

Há muitas pessoas que falam de Cristo, mas não com sinceridade, pois falsificavam a palavra de Deus. Aliás a origem da palavra grega para mercadejar é καπηλεύοντες = kapeléuo(gr) que denota adulteração. Muitos caixeitos viajantes misturavam água com vinho para enganar seus fregueses e clientes. Essa palavra também significa corromper. Paulo dizia que havia muitos desordenados (insubordinados), faladores vãos e enganadores que ensinavam por torpe ganância (Tt 1:10-11).

Há muitos no meio cristão que não se importam em ser testemunho de Cristo, em ser carta de Deus, pois sua vida se resume ao marketing pessoal que faz de si mesmos, na sua própria glória. Não importa para eles se o testemunho cristão que vivem está fora dos padrões bíblicos, o importante é “servir a Deus”. Porém o que muitos não conseguem enxergar, no coração cauterizado pela ganância é o que o Deus que servem é Mamom. Como diz Paulo: “ …, cujo deus é próprio ventre, a sua glória é para confusão deles mesmos e o fim deles é a perdição" (Fp 3:19). Eles só pensam nas coisas terrenas. 

E isso falo tanto de líderes como crentes em geral.

Queridos, como podemos identificar quem tem um bom testemunho cristão e é carta de Deus?

Existem princípios para o bom testemunho cristão, porém podemos adiantar que todo aquele que fala com sua vida (pensar e agir) que vive de acordo com os princípios bíblicos de justiça e retidão, que ama sem fingimento o seu irmão e que acima de tudo produz bons frutos (vistos tantos pelos próprios irmãos como pelos não crentes), esse pode ser considerado um bom testemunho cristão.

Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados. Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra (Tt 1;15-16). 

“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus” (Mt 7:15-21)

Preocupem-se em atrair as pessoas para Cristo, e neste desafio a sua boa conduta de vida será fundamental.

  • Nosso objetivo é o de dizer o mesmo que Paulo disse aos irmãos que tinham nele um grande exemplo para as suas vidas:

Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo" (1 Co 11.1)

Que Deus os abençoe poderosamente e sejam um ótimo exemplo de vida cristã.

Pr. Marcio Brito

Ministério Novos Rumos

 

 

Última atualização em Ter, 26 de Março de 2013 01:41
 

Comentários  

 
0 #1 Guilherme 03-09-2009 13:38
É importante questionar o quanto o consenso sobre a necessidade de qualificação maximiza as possibilidades por conta das condições apropriadas.
Citar
 

Adicionar comentário

Antes de um comentário ser publicado em nosso site o mesmo será revisado.


Código de segurança
Atualizar

Versículo Diário

Radio Online

Produzido com Netigrejas - Solução perfeita para o site da sua igreja | Área administrativa